quarta-feira, 3 de agosto de 2016

DORES NA COLUNA: O FIM DAS CIRURGIAS FRENTE À ELEGÂNCIA E À LEVEZA DE TRATAMENTOS INTELIGENTES
















Dr. Henrique da Mota: “Confio na elegância e na leveza de tratamentos mais inteligentes”.

DORES NA COLUNA: UMA SOLUÇÃO À FRANCESA

 

A dor nas costas já é considerada pelos médicos como o mal do século. Nem mesmo os jovens são poupados. É uma das principais causas de falta ao trabalho e de aposentadoria. Causa sofrimentos atrozes em uma parte importante da população adulta e idosa. Mas a medicina avança e traz soluções mais elegantes e leves para estes pesados sofrimentos.


 

Não tem jeito. Pode ser um superatleta, um rato de academia ou um cidadão comum, depois dos 40 anos, quase todo mundo vai sentir dor nas costas. É o resultado do desgaste natural do corpo. Mas quando essa dor deve ser encarada com preocupação? Quando devemos procurar ajuda?

“Quando ela for muito forte, ou quando persistir, mesmo leve, todos os dias, sem parar. Nestes casos, dificilmente a dor irá melhorar sem ajuda médica. A automedicação com analgésicos e anti-inflamatórios pode até mesmo piorar a situação, mascarando o problema, aumentando o número de doentes e trazendo graves complicações à saúde”, diz o Doutor Henrique da Mota, médico especialista em diversas universidades francesas e coordenador do Centro Médico da Coluna Vertebral, em Fortaleza.

A boa notícia é que novas técnicas surgiram para tornar mais fácil o tratamento deste problema tão comum.

Só no consultório especializado do Centro Médico da Coluna Vertebral, referência nacional na especialidade, milhares de pacientes são tratados todos os anos. São usados remédios especiais que, com um auxílio de um equipamento computadorizado de imagem de última geração, chegam ao local exato da alteração causadora de dor. Na ponta da agulha, vai uma mistura medicamentosa inovadora que promove a absorção dos fragmentos de tecidos causadores da inflamação, promove o controle direto da acidez dos tecidos vizinhos e promove o início da recuperação de nervos lesados. Os pacientes sentem uma melhora significativa e, na maioria das vezes, imediata.

"Após estes tratamentos por remédios inteligentes, pouquíssimos pacientes precisam ser submetidos a qualquer técnica invasiva, o que está tornando muitos procedimentos agressivos, como as cirurgias com parafusos e implantes, e o uso de Laser e de Radiofrequência para destruição dos nervos, totalmente obsoletos”, diz o Doutor Henrique da Mota.

“Voltei a viver”, disse a Sra Cícera Paula dos Santos, dona de casa, de Fortaleza, que hoje, após ter ficado meses acamada sem possibilidade de andar, por causa das fortes dores causadas por uma hérnia de disco, encontra-se recuperada.

Na introdução do livro Dor nas costas e hérnias de disco: problemas e soluções, escrito pelo Dr. Henrique da Mota e sucesso entre os pacientes com problemas da coluna, são explicadas as inovações das técnicas que usa, e diversas são as manifestações de satisfação, como é o caso do Dr. Álvaro Ceschin, médico do Paraná, que já esteve em Fortaleza trazendo sua mãe e, dois anos depois, seu pai para tratamento. “Na manhã do dia seguinte ao procedimento, entrei no quarto e percebi uma mudança significativa no semblante de minha mãe, aquele ar de sofrimento havia desaparecido. Ficamos felizes e surpresos pela mudança positiva que tinha acontecido na vida de minha mãe”.



O Dr. Henrique da Mota, CRM 6090, RQE 2532 é Médico diplomado em Ortopedia pela Universidade de Lyon, com sub-especialização em coluna vertebral nas universidades de Bordeaux e Strasbourg, França, e coordena o Centro Médico da Coluna Vertebral, em Fortaleza. Maiores informações pelo telefone (85) 3265 8300 ou (85) 32429263.

Nenhum comentário:

Postar um comentário