quinta-feira, 31 de outubro de 2013

NEUROPORAÇÃO: MARCA REGISTRADA DE QUALIDADE DO CENTRO MÉDICO DA COLUNA VERTEBRAL

Hérnia de disco é uma doença comum?

Sim, a hérnia de disco é uma das doenças mais comuns na coluna vertebral, mas é importante que se saiba que nem todos os pacientes que possuem hérnias de disco tem dores, e que nem todos os pacientes que tem dores na coluna tem hérnias de disco. 

A cirurgia é sempre a melhor solução para uma hérnia de disco?

Não, mas existem indicações precisas que não podem ser negligenciadas. A este respeito, as cirurgias abertas da coluna vem sendo gradualmente substituídas por técnicas sem cortes, chamadas de técnicas intervencionistas.

Quais as novidades neste campo da medicina?

Nos últimos anos, descobriu-se que a principal causa das dores na hérnia de disco não é a compressão produzida sobre os nervos, mas a presença de uma reação imunológica e inflamatória regional. Isto mudou radicalmente a visão que a medicina tinha da hérnia de disco. Houve, ainda, um grande avanço no campo da farmacologia e um grande desenvolvimento das tecnologias de imagem de precisão, o que permitiu o surgimento das técnicas intervencionistas, onde são aplicadas substâncias químicas com muita precisão e com rápida resolução da sintomatologia. 

Qual a importância desta nova visão?

Estamos chegando ao fim da era das grandes cirurgias que visavam retirar a hérnia, que se baseavam em um princípio errado e simplório. Afinal, sabemos que o problema é primordialmente químico e a solução, também, deve ser química! Daí a importância de métodos intervencionistas como Neuroporação!

O que é Neuroporação?

É uma técnica intervencionista que aumenta a permeabilidade da membrana nervosa a medicamentos e a líquidos fisiológicos, com o objetivo de controlar diretamente a inflamação e a dor produzida por este nervo.

Em que situações a Neuroporação é indicada? 

A Neuroporação é realizada quando se determina, através de um protocolo médico especialmente desenvolvido, a localização precisa de uma inflamação em nervos. Isto ocorre na maioria das dores crônicas lombares, torácicas e cervicais, nas espondilolisteses, nas escolioses, nas fraturas osteoporóticas, nas degenerações da coluna e nas hérnias de disco.

Na prática, como é feita a Neuroporação?

A Neuroporação é realizada em uma única sessão, onde, guiado por imagens computadorizadas de tomografia ou radioscopia, posiciona-se, com precisão milimétrica, uma fina agulha especial (quase tão fina como uma de acupuntura) sobre o nervo-alvo, aplicando um campo magnético ou um indutor químico, e introduzindo uma concentração ideal de medicamentos especialmente usados para controle inflamatório.

Quais as vantagens da Neuroporação?

É um procedimento médico realizado em um único tempo que alivia a dor de forma rápida e promove um controle mantido. Outra vantagem é que, nos casos das hérnias de disco, evita cirurgias em mais de 95% das vezes, além de ser um método sem cortes, feito com leve sedação ou anestesia local e em regime ambulatorial ou de hospital-dia.

Qual a sua experiência com este método?

Uso este método diariamente e já tenho mais de 3500 casos tratados com sucesso. Nossos resultados positivos chegam a mais de 90%, o que representa um grande avanço comparado às técnicas comumente usadas, cujos sucessos chegam a não mais que 75% dos casos. 

Qual a sua impressão final sobre este método?

Creio que este método represente um grande avanço no tratamento das hérnias de disco, dores e degenerações da coluna. Agora, conseguiremos o alívio imediato, impossível com remédios orais e terapias físicas, e a praticidade e segurança, impossíveis com as cirurgias.






3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir