domingo, 12 de dezembro de 2010

HÉRNIA DE DISCO: MESA DE TRAÇÃO ELETRÔNICA CAUSA DANOS A PACIENTES


Vários estudos mostram a ineficácia e o grande risco da realização de técnicas que fazem uso de mesas de tração eletrônica no tratamento de hérnias de disco. Infelizmente, após restrições impostas a este método em outros países, esta moda está sendo lançada por aqui. As macas produzidas devem ser vendidas a qualquer custo, mesmo que não funcionem de nada. É assim que agem seus promotores?

Os tratamentos partem da falsa ideia de que deve ser aplicada uma tração no corpo para que a hérnia de disco "entre" novamente no seu antigo lugar, pela diminuição da pressão dentro do disco. Isto é um grande engano! Após muitos estudos bem conduzidos, já há muito se sabe que isto não tem nenhuma fundamentação, e, pelo contrário, a realização de tração pode causar o aumento e o "estouro" de uma hérnia de disco que estava seguindo um processo natural de cicatrização. O método é um absurdo sem tamanho e deveria ter seu uso proibido.

A propaganda deste método alega que estas mesas de tração eletrônica podem tratar as hérnias de disco em casos em que estavam indicadas cirurgias. Isto é outra coisa irresponsável! Nas reais indicações de cirurgias para as hérnias de disco, como no caso das mielopatias cervicais e nas graves síndromes de cauda equina lombar, a prática deste método pode levar a sérias complicações como a paraplegia. É um ato irresponsável fazer alegações de tamanha gravidade.

Veja mais:

HÉRNIA DE DISCO: USO DE MESAS DE TRAÇÃO ELETRÔNICA PODE AUMENTAR LESÃO DISCAL E CAUSAR DANOS IRREPARÁVEIS À COLUNA

HÉRNIA DE DISCO: MUITA CALMA NESSA HORA!!!

MESAS DE TRAÇÃO: INUTILIDADE E RISCO

O PERIGO DO USO DAS MESAS DE TRAÇÃO NAS PATOLOGIAS DA COLUNA

RELATO DE CASO: RUPTURA DE DISCO APÓS TERAPIA DE MANIPULAÇÃO DO PESCOÇO

RELATO DE CASO: MACA DE TRAÇÃO LEVA PACIENTE A UMA CIRURGIA DE URGÊNCIA

ALERTA : MACA DE TRAÇÃO MOTORIZADA É MUITA FALÁCIA E POUCO SUCESSO, SEM NENHUMA COMPROVAÇÃO CLÍNICA OU CIENTÍFICA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário