segunda-feira, 16 de agosto de 2010

NEUROPORAÇÃO: FUSÃO BIOLÓGICA EVITA CIRURGIA AGRESSIVA E PODE SUBSTITUIR FIXAÇÃO, ESTABILIZAÇÃO DINÂMICA E ARTROPLASTIAS

Os casos de doenças degenerativas discais representavam um grande desafio para os médicos especialistas em coluna vertebral.
Na primeira figura, vemos o caso de um paciente do sexo masculino, com 36 anos de idade, com quadro de intensa dor e uma ressonância magnética que mostra um quadro avançado de degeneração do espaço entre a quinta vértebra lombar e o sacro. Em outro serviço, na cidade de São Paulo, o paciente teve proposta a realização de uma fusão cirúrgica da coluna lombar, para buscar estabilizar o segmento degenerado. Com a experiência obtida ao longo de mais de 3000 casos de NEUROPORAÇÃO, percebemos que podemos conseguir uma FUSÃO BIOLÓGICA, sem a necessidade de cirurgia agressiva. Foi o que propusemos a este paciente

De forma impressionante, após o tempo de um ano, o paciente teve um controle total da inflamação regional e o segmento foi fundido naturalmente, sem a necessidade de cirurgia convencional, exercendo sua atividade profissional e esportiva sem limitações, obtendo um resultado que não seria conseguido com a melhor das cirurgias.

Comentário: com a NEUROPORAÇÃO, evitamos a necessidade de cirurgias de fixação, estabilização dinâmica e próteses discais, através de um método ambulatorial, sem necessidade de nenhum corte, com rápido retorno do paciente à sua vida normal. Como cirurgião, posso hoje aplicar a NEUROPORAÇÃO na maioria dos casos de doenças degenerativas, e aplicar as técnicas cirúrgicas convencionais apenas em casos mais específicos, quando existem condições mecânicas particulares, após estudos biomecânicos computadorizados, obtendo sempre um resultado superior aos métodos correntes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário